sábado, 6 de março de 2010

Entre Duvidas

Oswaldo Montenegro

Eu andava meio estranho
Sem saber o que fazia, eu não sei
Andava assim eu não sei
Se era feliz
Eu achava que faria uma canção
E a melodia, eu não sei
Andava assim,eu não sei
Se era feliz
Eu achava que faria tudo que não sei
Que amaria, eu não sei, fazer desenhos com giz
Eu achava que faria uma canção nissei (não sei)
Eu me sentia, eu não sei, um americano em Paris
Eu achava que tamanho tinha a ver com poesia, eu não sei
Mas toda vida eu deixei a vida entrar no nariz
Me mandei pra Curitiba E como eu gosto dessa vida! Ah! Eu sei
Que a paixão que eu falei Me lembra o anis
Fiz um drops de hortelã da bala que eu te dei
Para atirar o porém, da frase que eu nunca fiz.


Engraçado eu passo metade dos meus dias esperando algo novo, algo que tire tudo do lugar e que mude tudo radicalmente. Hum ta, mas e agora que ta batendo na porta, a decisão já não parece tão simples assim, a mudança sempre exige que velhas e boas coisas fiquem pra traz, um mundo novo cheio de possibilidades se abre a frente, mas tantas outras coisas vão ter que ficar la atrás e pior longeee.
Passar os dias sem o refugio do meu quarto, sem a família, sem meus indispensáveis amigos.
Confusa é meu atual estado, com o coração apertado o estomago dando voltas e a cabeça a mil por hora, só existem duas possibilidades: dizer sim ou não, mas essas palavrinhas estão difíceis de sair viu ....

Bom logo mais viajar com a Dé :) conversar e colocar as idéias no lugar

4 comentários:

Debora disse...

...colocar as ideias no lugar...a melhor coisa...nao vejo a hora tb...

May™ disse...

Seu texto me fez lembrar disso: "Até parece ironia do destino, por tantas vezes desejei viver outra dimensão, e nunca pensei sentir saudade daquela vida."

Novo layout ficou lindo!

Deinha disse...

adorei a frase!!

May™ disse...

=)

Postar um comentário